terça-feira, 31 de julho de 2012

Ritmo da vida

"E dá pra entender,
o que o ser humano quer ter?
E dá para lutar,
sem se saber onde chegar?
Com os pés no chão
vá a luta
e siga em frente;
mas sonhar
é a essência,
é viver o que se sente.

Se é pra reclamar,
que se leve a algum
lugar.
Se é pra perceber,
que se seja que
o querer,
é compreender,
que a fé
deve estar na gente
pra valer.

Dê sentido,
faça valer.
Sorria sem
um porquê.
Questione,
levante.
Chore,
provoque...

Viva as pequenas coisas,
preze os pequenos gestos,
seja o que considere concreto,
ou mesmo que incerto,
que seja o seu protesto,
seu manifesto.

Pois a luta é sua!

Somos seres humanos,
e que não sejamos como
os outros.
Que a visão seja aberta,
que não haja limites
à criação,
à percepção,
ao coração...

Ouça as batidas arrítmicas,
dance sua própria música,
crie-a!
Esse é o balanço da vida.
Com notas muitas vezes fora de tom,
em descompasso.
mas não se renda ao atraso!

Embale e balance
conforme o seu imaginário...

Esse é o estado de um sonhador...

Como eu,
e espero que como você também!"