sexta-feira, 20 de maio de 2011

Educação e rompimentos paradigmais

Somente por meio da educação há capacidade para mudar o mundo!

Essa afirmação deve nortear os projetos de investimento das nações que buscam o desenvolvimento - não somente o desenvolvimento econômico - mas principalmente o humano.
Todo fator propulsor de mudanças, surge por um movimento de pensamentos e consciência crítica - que é aquela que faz o ser humano questionar antigos paradigmas e propor mudanças sociais.
Para construir-se cidadãos pensantes, críticos, é preciso que sejam instruídos, informados e estimulados ao raciocínio coletivo, social; isso se dando por influências culturais, ambientais e comportamentais pela sociedade em que se vive.
Mas como constituir cidadania se advém da sociedade influências muitas vezes negativas, de estímulo a concorrência sem escrúpulos, mentes automatizadas, analfabetismo funcional e profissionalização com o único intuito de suprir a uma vaga de emprego?

Somente por meio da educação: de qualidade, com propósitos, com comprometimento e confiante no seu poder de transformação social.

É por crer nisso que sou professora, ou melhor dizendo:

"Pró-fé-sou!"